• Cnutrir

PCAL – Sua empresa possui este programa?


Entenda para que serve:

IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DE ALERGÊNICOS

O objetivo do controle de alérgenos é garantir que o consumidor

sensível receba uma informação clara e confiável a respeito das

substâncias alergênicas presentes no produto final. Uma ferramenta

de gestão para as empresas é o Programa de Controle de Alergênicos

(PCAL).

A contaminação cruzada é uma das principais causas para o

desencadeamento de reações alérgicas em pessoas sensíveis. Por

isso, para o controle de alérgenos em decorrência de contaminação

cruzada, a RDC nº 26, de 2015, estabeleceu que a empresa deve

implementar um PCAL.

A implementação do PCAL permite a identificação e o controle dos

principais alimentos que causam alergias e a prevenção da

contaminação cruzada por substâncias alergênicas no produto final.

Portanto, ele é importante para todas as empresas que atuam na

cadeia produtiva de alimentos. Todavia, esse Programa se torna de

adoção obrigatória quando houver a possibilidade de contaminação

cruzada por substâncias alergênicas no produto final.

O PCAL apoia a empresa na avaliação da presença de substâncias

alergênicas no produto, na identificação das etapas críticas e na

implementação, de forma harmonizada, das medidas de controle

voltadas a mitigar o risco de contaminação cruzada com esses

constituintes durante a produção dos alimentos. Como um programa

de gestão, o PCAL deve estar bem documentado e conter as

responsabilidades claramente estabelecidas daqueles envolvidos com

sua implementação.

O Programa deve ser continuadamente monitorado pela empresa,

sendo definidas medidas corretivas quando forem identificados

problemas na sua execução. O PCAL deve ser revisto quando houver

alterações na formulação do produto ou no processo produtivo que

impactem nas fontes de contaminação do alimento por substâncias

alergênicas ou nas medidas de controle selecionadas.


Esse Programa deve ser implementado de forma integrada às BPF e

ao Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle

(APPCC).


Fonte: Anvisa




84 visualizações